quinta-feira, 31 de março de 2016

segunda-feira, 14 de março de 2016

New Balence.

WR996 ha. Não são umas pantufas mas podiam ser. Conforto e muito estilo. A ideia que tinha desde criança, que uma pessoa crescida deixava de usar "sapatilhas" em prol de uns sapatos ou de uns longos tacões, já lá vai.






 

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

inspiraçõesHome.

Estilo minimalista, toque vintage. Menos é mais, já dizia a minha professora de economia. Do impossível à realidade, uma casa bem pequena com tudo a que tenho direito. Cores neutras e espelhos ampliam os espaços. Os papeis de parede também conseguem criar ambientes fantásticos. Inspirações para ir sonhando o futuro.

































quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

três, dois, um...


Dez, nove, oito, sete, seis, cinco, quatro, três, dois um, zero. Nunca desejei tanto que um ano chegasse ao fim. É só mais um dia, como podia ter sido ontem ou anteontem, Mas somos movidos por crenças, precisamos de nos agarrar a algo para nos motivarmos e precisamos de marcos para poder deixar algumas coisas no passado e ambicionar o futuro. Como que uma "lufada de ar fresco". Não foi de todo um ano fácil, nada fácil desde o dia um, e depois o dia onze, e depois, e depois... conheci o meu lado mais fraco e isso assusta-me. Assustou-me! Provei todo o tipo de sentimentos, um turbilhão de sentimentos nunca antes sentidos. Depois também há o sentimento mais puro, mais genuíno e verdadeiro que nos agarra e dá força. Não foram só lágrimas, também houve muitos sorrisos e gargalhadas. Mas... queria mesmo fechar este capítulo e fazer uma lista de desejos, prefiro chamar-lhe ambições, porque desejos todos temos aos potes. Preciso de me sentir viva e realizada (mais do que já sou). Preciso ainda de continuar rodeada de pessoas maravilhosas.Que dois mil e dezasseis seja um ano de transformação, de felicidade e muito sucesso. Para mim, para ti e para muitos. Happy New Year. Bárbara Nunes.


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

presentes. ou sentir-me especial.

Dezembro, o mês do Natal, o mês da euforia e de um turbilhão de emoções e sentimentos. Sinto-me feliz, mas... esta parte fica para a melancolia dos últimos dias do ano. Queria muita coisa e ao mesmo tempo não preciso de mais nada (bem, dinheiro, uma casa e uma pitadinha de sorte para aquilo que infelizmente depende da sorte ou do que lhe quiserem chamar). Contudo a minha relação com o pai natal sempre foi uma coisa impressionante, eu adoro aquele barbudo (e estou mesmo a referir-me ao pai natal de barbas brancas desta vez)!!!! Podias nunca dar-me nada que eu estivesse à espera, mas eu adorava pensar nas coisas que queria ter... no dia de rasgar o embrulho esquecia-me dessas coisas e só me interessava saber o que estava por de trás do papel. Era o meu presente, fosse ele qual fosse, era meu e fazia-me sentir especial!



Femi Pleasur & Pepe Jeans

Tiffosi & Salsa

Woman Secret

Oysho

Salsa & Tiffosi

Oysho

Kiko

Aldo